segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Estrada.


Não consigo apontar um porquê, mas todas as vezes em que me pego, como se diz, pensando na vida, me vem à cabeça a imagem de uma estrada. Isso mesmo, uma estrada. E é a partir dessa imagem, dessa abstração, que algumas duras conclusões vão naturalmente surgindo em meus pensamentos como se fossem o sol, que todos os dias surge, lenta mas claramente, para quem quiser ver. E essas conclusões, como vinha dizendo, me dizem que a vida é precisamente essa estrada, que tem sentido único, e não só sentido, mas também mão única, como se não houvesse espaço para ultrapassagens, cada um e cada coisa a seu tempo, não adianta se apressar aqui ou acolá, todos chegarão ao fim do caminho, uns mais cedo, outros nem tanto. E a tal estrada, que, como já disse, aqui representa a vida, sempre se me apresenta com placas muito claras dizendo que não, meu caro, aqui não se permite, jamais, um recuo, uma volta, nela só se segue, segue e segue, impiedosa e incansavelmente. O que ficou para trás que se guarde na memória, que para isso, e só para isso, serve. O resto é caminhar e, como diz o (sábio) slogan, keep walking, ciente de que a estrada é igual para todos, a diferença nascerá precisamente do que se faz pelo caminho, ou do modo como se enxerga o que surge pelo trajeto.

Portanto, meu chapa, siga com gosto essa estrada que essa semana vai cruzar o Atlântico e, do lado de lá, apesar do silêncio, escute sempre minha torcida por você.

(Ao André)


Frase do dia:
"(...), procurou no coração a carga de ódio que havia tratado de manter viva até a morte e só encontrou as cinzas de um orgulho ferido que já não mais valia a pena entreter, (...)"
Gabriel García Márquez

Um comentário:

  1. Caro amigo Soldado, muito interessante essa sua comparação da vida à uma estrada. Mas devo lhe dizer que a vida é mais complexa do que essa simples estrada. Ela estaria repleto de outros caminhos para se seguir, atalhos, desvios, o que comparado a nossa vida, seria nossas escolhas, sejam elas certas ou erradas, boas ou ruins. Essa estrada estaria cheia de buracos tambem, que nos prejudicariam e nos deixariam estacionados. Como em algumas estradas aqui em nossa cidade, as vezes na estrada da nossa vida não encontramos sinalizações, e acabamos tomando o caminho errado. Isso não importa, o que importa é que corrija seu rumo de acordo com o seu destino. E lembre-se que nos podemos ser ultrapassados sim.

    ResponderExcluir